Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Lula recebe título de Doutor da UFPI

  • Publicado: Segunda, 04 de Setembro de 2017, 16h31
  • Última atualização em Terça, 05 de Setembro de 2017, 10h32
Tamanho da letra:

Foto: Ricardo Stuckert
Foto: Ricardo Stuckert
A concessão do título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Piauí a Luiz Inácio Lula da Silva foi aprovada por unanimidade no ano de 2008. Agora, no momento que realiza a caravana Lula pelo Brasil, ele teve que recorrer à decisão judicial para recebê-lo. E recebeu. Numa solenidade fechada para convidados, Lula recebeu nesta segunda-feira, 04, seu 34º título de Doutor. Concedidos, são mais de 60 títulos em todo o mundo. A senadora Regina Sousa (PT-PI) participou da solenidade.

Proposto pelo professor doutor da UFPI, Antonio José Gomes, o título se justifica em números que ele mesmo apresenta durante a solenidade. Em 2003, a Universidade tinha: 3 campus universitários, 2345 vagas anualmente, 15085 alunos matriculados, 49 cursos de graduação, nenhum aluno cotista, 9 cursos de mestrado, nenhum curso de mestrado profissional e um curso de doutorado.

Em 2017 os números são: 5 campus universitários, 6.062 vagas anualmente, 24289 alunos matriculados, 107 cursos de graduação, 7965 alunos cotistas, 35 cursos de mestrado, 9 cursos de mestrado profissional e 10 cursos de doutorado.

“Mas o que teria motivado o ex-presidente Lula a ter consciência de nação, de povo, de serviço público, diferente de tudo o que o Brasil havia experimentado até então? Certamente a sua trajetória de vida humana e de participação política, que lhe asseguraram muita competência administrativa, mas principalmente, sensibilidade e compromisso social com a população brasileira”, discursou o professor doutor Antonio José Gomes, observando que mesmo não possuindo curso superior, Lula é um dos estadistas mais prestigiado do mundo contemporâneo, foi o presidente mais bem votado da história política mundial e expoente da América Latina.

Lula agradece e fala da sua relação e carisma com o Piauí. O Estado foi escolhido por ele para iniciar políticas públicas importantes como o Fome Zero. Ele destacou o mérito de governar com Wellington Dias, também petista, e juntos entregarrm mais de 50 mil cisternas. Lula exalta o Piauí em números e observa que o crescimento do PIB foi o segundo maior do País, quase 50% maior que o crescimento nacional. E disse ter orgulho de receber a homenagem o Estado que tem a melhor escola pública do País, em Cocal dos Alves. “O que falta no Piauí na natureza, a inteligência do seu povo superou”, declarou o ex-presidente.

Em dois outros momentos da caravana, Lula havia falado da educação:

"Quando eu era jovem, a gente sabia que filho de pobre não podia fazer faculdade. Então a gente sonhava com ensino básico e curso técnico. Na cabeça da elite que governou esse país por 500 anos, pobre não nasceu pra estudar. Nasceu pra trabalhar", relembrou. "Mas nós mudamos a cara da universidade. Daqui a pouco vamos mudar a cara dos consultórios médicos, de dentistas, escritórios de engenheiros. E nós não tiramos nada de ninguém. Apenas colocamos o filho do mais pobre para disputar vaga com os mais ricos", emendou.

"Por isso, quando resolvi fazer faculdades, universidades e escolas técnicas, as pessoas achavam que só fábrica gerava emprego. Mas eu fui descobrir que universidade é uma fábrica de produzir inteligência, de produzir conhecimento. Um produto que não perde a validade. Então, ao invés de poluir com fumaça, a gente 'poluiu' com conhecimento", pontuou.

registrado em:
Fim do conteúdo da página