Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Regina é a terceira melhor senadora do Brasil em 2018

Publicado: Terça, 14 de Agosto de 2018, 12h22 | Última atualização em Terça, 14 de Agosto de 2018, 12h26
Tamanho da letra:


A senadora Regina Sousa (PT-PI) é a terceira melhor e mais atuante senadora do ano de 2018. Ela foi escolhida pelo júri especializado da 11ª edição do Prêmio Congresso em Foco em cerimônia realizada na noite dessa segunda-feira (13), em Brasília.

A escolha dos jurados levou em conta critérios como assiduidade em sessões deliberativas, a participação nos debates do Parlamento, o desempenho na apresentação de propostas legislativas, a capacidade de articulação política e os compromissos no combate à corrupção e ao desperdício de recursos públicos e na defesa da democracia e do desenvolvimento sustentável.

“Esse reconhecimento muito me alegra e me encoraja a continuar na luta pelo sonhos de tirar as pessoas da rua, de ter água de beber para todo mundo, de acabar com a violência contra as mulheres”, disse a senadora. Emocionada, ela dedicou o prêmio a todas as mulheres vítimas de feminicídio neste ano, “em nome da Aretha, lá do meu Piauí”. Aretha Dantas foi morta a facadas e atropelada pelo ex-namorado no dia 15 de maio, em Teresina.

As mulheres, maioria do eleitorado no Brasil, mas minoria no Parlamento, foram o grande destaque da premiação. Dos cinco melhores senadores, na avaliação dos especialistas, três são mulheres: além da senadora Regina, conquistaram o prêmio as senadoras Simone Tebet (MDB-MS) e Ana Amélia Lemos (PP-RS).

A luta pelos direitos humanos garantiu o destaque não só para a parlamentar piauiense, mas também para o seu companheiro de bancada, Paulo Paim (PT-RS), que também ficou entre os cinco destacados. Integra também o time o senador Armando Monteiro (PTB-PE).

Integraram o júri este ano a consultora empresarial Anna Paula Losi, o analista político Antônio Augusto de Queiroz, a professora e pesquisadora Marisa Von Bülow, o jornalista Sylvio Costa e o líder ativista Tom Barros.

Com informações do Congresso em Foco

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página