Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Mulheres precisam assumir protagonismo na luta contra a poluição, diz Regina

  • Publicado: Quinta, 07 de Junho de 2018, 15h00
  • Última atualização em Quarta, 13 de Junho de 2018, 16h52
  • Acessos: 122
Tamanho da letra:

Escultura de lixo alerta sobre danos do plástico ao planeta (Marcello Casal Jr/A Brasil)Escultura de lixo alerta sobre danos do plástico ao planeta (Marcello Casal Jr/A Brasil)

A população feminina é a mais afetada pelos desastres ambientais, já que 72% do total de pessoas que estão em condições de extrema pobreza são mulheres. “Se somos mais vulneráveis aos desastres, devemos assumir o protagonismo na busca de soluções para reduzir a poluição e os efeitos das mudanças climáticas”. A convocação é da senadora Regina Sousa (PT-PI), que, em pronunciamento ao plenário para lembrar a celebração do Dia Mundial do Meio Ambiente – 5 de junho – lembrou que a população feminina é, historicamente responsável pela conservação da biodiversidade.

“Fazendo nossas pequenas hortas ao redor de nossas casas nós domesticamos sementes e cuidamos das nascentes e da qualidade da água que irrigava as nossas plantas, para não deixarmos faltar comida para nossas famílias”, enfatizou.

Por falar em água, a senadora apelou pela consciência de cada um sobre o uso do plástico no cotidiano. Em 2018, a Organização das Nações Unidas (ONU) propõe, como tema de discussão a Poluição Plástica. Segundo a ONU, a poluição plástica é considerada uma das principais causas atuais de danos ao meio ambiente e à saúde. Por ano, são consumidas até 5 trilhões de sacolas plásticas em todo o planeta. O resultado é que, se nada for feito, até o ano de 2050 haverá mais plástico que peixes nos oceanos.

“Precisamos nos comprometer com atividades, como mutirões de limpeza de praias e florestas, e pensar em políticas públicas voltadas ao descarte e consumo responsável do plástico. Precisamos encontrar soluções, pelo bem do nosso Planeta, pelo nosso próprio bem, não podemos desistir!”, pediu.

registrado em:
Fim do conteúdo da página