Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

A dor que dói na alma - artigo da senadora Regina Sousa publicado no Jornal Senado Mulher de junho/2016

Publicado: Quinta, 16 de Junho de 2016, 11h58 | Última atualização em Quinta, 16 de Junho de 2016, 11h58
Tamanho da letra:

A dor que dói na alma


Neste último mês de maio fomos abalados pela notícia trágica de que mais dois casos de estupros coletivos ocorreram no Brasil. Em Bom Jesus do Piauí, uma menina de 17 anos foi violentada por cinco moradores daquela cidade. No outro caso, no Rio de Janeiro, uma garota foi estuprada por 33 homens.

Os dois crimes despertaram revolta na opinião pública e sua ampla divulgação mostrou que, assim como acontece com a ponta de um iceberg, a realidade submersa, escondida na dor das vítimas e no silêncio da sociedade, é ainda mais terrível: somente em 2015, quase 23 mil mulheres e meninas foram vítimas de estupro no País. A cultura do estupro está instalada no País e culpar a vítima virou o mote dos que não conseguem explicar tanta selvageria.

Tenho afirmado que o estupro é um crime que atinge não apenas a mulher, mas toda a humanidade. O estupro é violência física, moral, emocional, espiritual e psicológica. É fruto de uma cultura de degradação da figura feminina, de dominação do homem sobre a mulher, de transformação desta em seu objeto de consumo.

É preciso punir os agressores com todo o rigor da legislação. Mas além disso, precisamos fazer com que a revolta da sociedade se transforme em mudança de comportamento e de atitude para que a violência de gênero deixe de ser aceita como “normal”.

O debate que agora aflorou precisa ser trazido para dentro das famílias e das escolas para que haja igualdade entre gêneros. Sonho com o dia em que homens e mulheres, rapazes e moças, meninos e meninas se relacionarão de forma respeitosa, fraterna, livre de qualquer forma de violência ou subjugação. Para isso, o debate precisa deixar de ser pauta feminina e passar a ser pauta de homens e mulheres e estar presente em todos os ambientes.

Senadora Regina Sousa

registrado em:
Fim do conteúdo da página